Akita

11/11/2018

O Akita é uma raça originária do Japão e acredita-se que a sua origem tenha cerca de 3000 anos.

O seu nome é oriundo da cidade montanhosa e fria de Akita, na região de Tohoku no norte do Japão, para onde eram levados com o objetivo de participarem em lutas de cães.

Graças às suas características físicas e psicológicas, e com o declínio das lutas de cães, o Akita começou então a ser utilizado como cão de guarda.

Com a chegada do Akita aos Estados Unidos da América e com o seu posterior cruzamento com cães da raça Pastor Alemão, durante o final da segunda guerra mundial, a raça sofreu uma divisão, o Akita Inu (Japonês) e o Akita Americano (Norte Americano).

Devido às suas características, tanto físicas como psicológicas, os Akita foram diversas vezes utilizados como cães polícia ou como puxadores de trenós nas terras montanhosas do Japão.

Além disso, os Akita são considerados como o símbolo nacional do Japão, representando saúde, sorte e prosperidade.

Grupo

O Akita pertence à categoria dos Spitzs Asiáticos e está presente no grupo 5, secção 5.

Carácter e caracteristicas

O Akita é um cão bastante inteligente, leal e dedicado à sua família, não medindo esforços para agradar aos seus tutores. Dócil, carinhoso e fiel, é no entanto bastante desconfiado em relação a pessoas estranhas e demora a confiar nelas. É um cão geralmente bastante obediente, mas contudo independente, obstinado e tenaz. É uma boa companhia para crianças.

É uma raça bastante territorial e, por isso, usada frequentemente como cão de guarda. A sua territorialidade pode também causar alguns problemas no convívio com outros cães ou outros animais. Para partilhar tranquilamente o mesmo espaço com outros animais o Akita deve ser acostumado desde pequeno.

Ao contrário de outras raças de menor porte, tais como os Pinscher ou os Jack Russel, os Akita, são uma raça bastante tranquila e que raramente ladra.

O Akita é um cão bastante forte e robusto, no entanto pode desenvolver certas doenças, nomeadamente a displasia da anca, disfunções da tiroide e doenças do sistema imunológico. Pode-se ainda observar a ocorrência de doenças como a displasia do cotovelo, a epilepsia, dermatites e problemas oculares, como a entrópio ou a atrofia progressiva da retina, que em alguns casos leva mesmo à cegueira.

Em termos físicos, o Akita, por ser proveniente da raça Spitz, possui uma cabeça forte e ampla, orelhas triangulares e ligeiramente arredondadas nas pontas, focinho bastante longo e forte. Os seus olhos são pequenos e geralmente castanhos-escuros.

Corpo alongado e costelas ligeiramente arqueadas, com membros compostos por ossos fortes e patas grossas, redondas e arqueadas. O pelo do Akita é de comprimento médio, denso, com uma cauda de inserção alta, grossa e em caracol sobre o dorso.

A camada externa da sua pelagem é suave e destaca-se graças à sua textura um tanto quanto dura, sendo que a camada interna é composta por pelos mais finos e abundantes, de forma a protegerem o Akita das temperaturas baixas, que são características do local de onde a raça é oriunda.

Esta mesma pelagem tem como cores mais frequentes o branco e o castanho, mas pode também ser cinza, o que gera alguma confusão com os Huskyies Siberianos.

Devido à sua pelagem, o Akita necessita de escovagens frequentes, mesmo diárias, de forma a evitar a formação de pequenas "rastas" ou nós que, em casos mais extremos, podem até desencadear dermatites.

O Akita necessita de bastante espaço e normalmente é aconselhado para quem tem um grande jardim, para que este possa correr e brincar, sem ter que ficar fechado dentro de casa.

No entanto, se forem dadas grandes caminhadas e se se efetuarem algumas atividades físicas durante os passeios, os Akita podem aproveitar o tempo dentro de casa para descansar. Além disso existem ainda jogos de estimulação que podem ajudar os Akita a melhor se adaptarem a viver num apartamento.

Para ver algumas sugestões de jogos de estimulação mental siga o nosso link:

Desporto canino de eleição

Devido à sua constituição física, os Akita não são muito velozes. Por esse motivo, desportos que impliquem rapidez, como o Agility, não são o seu forte. Por outro lado, como desde sempre foram utilizados para trabalhos de guarda e como auxiliar de polícia, os Akita podem desempenhar com bastante eficácia desportos de busca e salvamento. Para além disso, as tarefas ligadas a cães-guia são muito bem desempenhadas por esta raça.

Curiosidade:

Os Akita são uma raça bastante mística e com o passar dos anos foram criadas diversas lendas relacionadas com a sua lealdade, dedicação e bravura para com os seus tutores. Uma dessas histórias descreve a vida de Hachiko.

Em 1987 foi realizado um filme, de seu nome Hachiko Monogotari, filme este que é baseado numa história real de um Akita chamado Hachiko, que todos os dias esperava que o seu tutor regressasse do trabalho junto à estação de comboios.

Após o falecimento inesperado do seu tutor, Hachiko não alterou a sua rotina e, todos os dias sem exceção e até ao fim da sua vida, chegava à mesma hora à dita estação de comboios, como sempre fizera, para receber o seu tutor, com o qual partilhava um laço muito forte.

Nessa cidade foi criada em sua homenagem uma estátua de bronze que representa a incrível união destes dois seres.

Pode ler aqui toda a história de Hachiko: https://matcha-jp.com/en/5563 e no link abaixo ver o trailer do filme sobre a vida de Hachiko na sua versão americana.

Referências