Calming signals

19/10/2017

Os caes são animais gregários, ou seja, vivem em grupos/ comunidades. De forma a se entenderem entre si necessitaram de desenvolver uma linguagem própria. Embora existam diferentes tipos de linguagem canina, a linguagem de evitacão de confrontos é uma das mais estudadas.

Assim, os calming signals ou sinais de apaziguamento são sinais que os cães utilisam para comunicarem entre eles e conosco e assim sendo a sua identificação e compreensão é fundamental.

Os calming signals são comportamentos que aparecem quando o cão quer apaziguar uma situação tensa, mostrar que ele não quer causar nenhum confronto e está pedindo para o outro cão (ou pessoa) respeitar o seu espaço.

Ou seja, como definição podemos dizer que os calming signals são sinais que os caes utilisam quando um estimulo externo lhes é apercebido e que provoca uma reação de tensão no cão utilisando assim os sinais de apaziguamento para se acalmar a si proprio ou a outros que os rodeiam.

Os caes utilizam estes sinais em diversas situações como por exemplo:

  • Quando algem se curva por cima dele;
  • Um contacto direto (eye contact) durante um longo periodo de tempo;
  • Quando algem aproxima a sua cara demasiado proximo da cara do cao;
  • Quando alguem apresenta um tom ameaçador;
  • Quando existem sons muito altos e desconhecidos, como gritos, tiros, etc;
  • Quando alguem se aproxima directamente em direcao ao cao
  • Quando o cao se encontra muito excitado
  • Quando algo que nao lhe apetece fazer é pedido
  • Quando as sessoes de treino sao muito longas
  • Quando alguem lhe restringe os movimentos, como por exemplo dando um abraco
  • Quando se sente encurralado

Estes sinais são importantes de forma a compreendermos os nossos cães, a pode-los ajudar e também de forma a termos uma comunicação mais efectiva com os nossos amigos de quatro patas. Actualmente existem cerca de 30 calming signals reconhecidos, o que faz um excelente vocabolário. Durante este artigo apenas alguns deles serão descritos de forma a familiarizar o leitor com este tipo de linguagem corporal.

Quais os calming signals mais comuns?

Voltar a cabeça ou o corpo para um dos lados:

O cao pode virar ligeiramente a cabeça para um dos lados do seu corpo de forma a evitar o contacto visual com aquele ou aquilo que lhe esta a provocar uma situação de stress. Além disso, em alguns casos o cão pode também virar a cabeça completamente ou até mesmo o corpo todo de forma a dar a cauda à situação de stress.

Existem duas razoes pelas quais os caes normalmente utilisam este sinal:

  • Quando alguem ou algum cão se aprocima de forma potencialmente ameacadora.
  • Quando por exemplo um humano se coloca ao nivel do cao e se aproxima com a cara para lhe falar directamente.

Entre dois caes este é um dos sinais mais frequentemente utilisados como forma de evitar confrontos.

Desviar o olhar para os lados:

Embora parecido ao sinal anteriormente descrito este sinal é essencialmente centrado no olhar. Ao sentir-se incomodado o cão vai tentar contornar esse sentimento evitando olhar para o foco desse incomodo. Este sinal é muitas vezes perceptivel quando o tutor aproxima demasiado a sua cara á do cão.

Olhar com os olhos meio fechados:

Contrariamente ao que se passa quando o cão desvia o olhar, este sinal pode não ser tão evidente. Normalmente em situações mais tensas tanto cães como humanos tem tendência a abrir os olhos (o tal esbugalhar dos olhos), sendo esse um sinal de alerta e que pode levar a situações de stress. De forma a evitar este mesmo sentimento os cães desenvolveram um mecanismo de comunicação que consiste em contrariar essa mesma ideia. Desta forma, de maneira a passar a ideia que não são nem uma ameca nem que deve haver tensão estes tendem a serrar os olhos (olhos meio fechados), mostrando assim sinais contrarios aos de alerta. Assim sendo, esta forma de olhar permite-lhe olhar directamnete para os outros cães sem que esse olhar pareca ameaçador.

Piscar continuamente:

Nos mesmo sentido o piscar de olhos continuo é uma das formas de mostar aos outros que não são um perigo.

Lamber-se rapidamente:

O lamber no cão é um sinal que pode ter a sua origem em diversos fatores, não sendo em exclusivo um sinal de apaziguamento. Os cães lamem-se por variados motivos, desde apenas devido ao odor de algo que lhes gosta, até como um sinal de stress. Então para que se saiba qual o motivo desse lamber continuo é necessário avaliar a situação como um todo. Para além disso, alguns comportamentalistas caninos acreditam que este sinal foi desenvolvido devido á variedade de raças e tipos de pêlos. Alguns cães que apresentam uma maior concentracao de pêlos na região facial podem ter dificuldade em fazer passar alguns sinais de apaziguamento. Assim sendo, o lamber é algo que é facilmente identificavel pelos outros cães, senvindo assim de recurso para cães que podem ter mais dificuldade em expressar outros que podem ser menos evidentes do que um rapido lamber do nariz.

Dar as costas:

Este sinal é dos mais claros e perceptiveis dentro dos sinais de apaziguamento e básicamente quer transmitir que o cão que o faz não quer de todo um conflito. Este sinal consiste apenas no virar costas ao conflito ou à zona de stress. Assim, o cão esta a passar a mensagem de que "ok, estas stressado então não quero brincar contigo". Este sinal ocorre frequentemente quando dois cães se encontram a brincar e um deles começa a mostrar niveis mais altos de excitação que não correspondidos pelo outro. Assim sendo o cão que se afasta esta a transmitir a ideia de "estas muito agitado e estou a ficar desconfortavel, assim que te acalmares volto para continuarmos a brincar".

Movimentos lentos:

Os movimentos realizados de uma forma mais lenta podem também ser interpretados como sinais de apaziguamento. Os movimentos rapidos ou bruscos podem ser interpretados por alguns cães como algo irritante ou que lhes pode aumentar o instinto de caça por exemplo quando existem dois cães e um deles é muito maior que o outro, mas que no entanto o mais pequeno apresenta uma exitacao exagerada e que pode despertar o tal instinto de caça. Desta forma o movimentar-se de forma mais lenta funciona como forma de apaziguar o outro cão, mostrando que todos os seus movimentos podem ser "previstos", ou seja, o cão que recebe esse sinal pode ter mais tempo para preparar uma resposta.

Por exemplo, se quando chama o seu cao este se aproxima de si de forma bastante lenta, isto pode dever-se ao facto do tom pelo qual o esta a chamar. Nesse sentido o melhor é alterar o tom de voz que podera estar a ser interpretado como ameacador pelo seu cao por um outro tom de voz mais calmo.

Bocejar:

Este sinal de apaziguamento pode ser um dos mais intigrantes de todos, e também neste caso o ambiente envolvente tem que ser considerado. O cão boceja por varios motivos, um deles o sono tal como nos humanos. Ao acordar é normal de ver o cão bocejar e esperguicar-se. No entanto, considerando este cenario, o bocejo nao devera ser considerado como um sinal de apaziguamento.

Pelo contrario, ao longo do dia, o cão pode voltar a apresentar este comportamento, e ai sim devera ser encarado como algo mais complexo. O bocejo prolongado com a boca o mais aberto possivel deve ser encarado como um sinal de apaziguamento. Frequentemente acompanhado do movimento das orelhas para tras.

A repeticao deste sinal em contextos onde o sono não é uma possivel causa pode indicar que o cão esta a tentar passar um sinal de apaziguamento aquando de uma tarefa ou situação potencialmente stressante.

Piscar os olhos longamente:

Tal como os movimentos lentos, o piscar de olhos de forma repetida e prolongada indica um sinal de apaziguamento acompanhado de um movimento das orelhas para tras.

Se sacudir:

O sacudir nos cães é uma forma de libertacao de stress após alguma situação mais complicada ou algo que o tenha assustado por algum motivo. Embora não seja um sinal que pretenda acalmar os outros este sinal serve essencialmente para acalmar o proprio cao.

O coçar compulsivo:

Se é verdade que os parasitas externos como carraças, pulgas e até mosquitos podem provocar situações de coceira nos cães, este não é o unico motivo que leva os cães a se coçarem. A coceira prolongada pode ser uma manifestação latente de stress, sendo realizado como forma de liberacao desse mesmo stress perante um estimulo desagradavel.

Cheirar o chão:

Embora o nome possa indusir em erro, este sinal de apaziguamento nao se trata de quando o cão esta realmente a cheirar o cão, no seu processo de busca e descoberta. Este sinal de apaziguamento na realidade é quando ao existir uma aproximação de um outro cão ou de alguem que o cão não sabe se vem em paz ou não então este mete o seu focinho para baixo, ou cabeca para baixo fingindo estar a cheirar o chão intensivamente e passando a ideia que não esta a prestar a minima atenção ao que se aproxima.

Tal como em diversos casos anteriores este sinal deverá ser julgado segundo a situacao ambiental envolvente.

Esperguiçar-se:

Tal como o bocejar, este sinal de apaziguamento pode ser ver verificado em diversersas situações que lhes confere um outro significado. Por exemplo ao acordar muitos caes bocejam acompanhado de um espreguicar das patas dianteiras e traseiras. Como sinal de apaziguamento isto não é o caso. No caso em que o cão se esperguiça como forma de sinal de apaziguamento este ocorre apos alguma situacao desconfortavel para o cão como forma ultima de libertar o stress que essa situacao lhe provocou.

Também o tipico comportamento de desafio para a brincadeira tem a sua similiridade com este sinal de apaziguamento, numa tentativa de mostar ao outro cão que este vem com uma atitude amigavel e que nao representa nenhum perigo. Esta situação ocorre muitas vezes quando dois caes se arproximam um do outro de forma abrupta.

Imovel:

Congelar depois de uma aproximação abrupta acontece frequentemente quando dois cães se encontra a brincar. Existe aqueles que defendem que este é um comportamento originario do caça, uma vez que o cão persegue a presa enquanto esta se encontra em movimento e para quando esta também para.

No entanto este congelar do cão combinado com o olhar de suslaio pode ser considerado um sinal de apaziguamento. Este comportamento é frequentemente utilizado quando alguém esta a dar um raspanete no seu cão. Este coloca um olhar de baixo para cima, parando os seus movimentos e voltando-se a mover lentamente apos.

Sentar-se sem uma ordem prévia:

Este também é um sinal bastante frequente nos nossos amigos de quatro patas. Como sinal de apaziguamento um cão pode no meio de uma situação de stress parar e sentar-se recusando-se a continuar andando. Isto acontece muitas vezes quando ainda cachorro. Por vezes ao caminhar durante o passeio alguns tutores relatam que o cão para e recusa-se a andar. Este sinal pode ser encarado como um sinal de apaziguamento por alguma situação de stress que esteja a afectar o cachorro.

Para alem desta, muitos vezes também se observa o sentar-se de costas viradas para o tutor ou local de stress. Desta forma o cão passa a ideia que não esta prestando atenção ao stress existente naquele lugar e acalma-se por isso.

Este sinal é também frequentemente observado quando o cão observa um outro a se aproximar com grande velocidade e esta desconfortavel por isso. Assim, o primeiro cão tende a virar as costas e consequentemente o olhar do outro cão.

Caminhando curvado ou em C:

Este sinal é um sinal de apaziguamento de proximidade ou seja, quando dois caes estao prestes as se encontar. É sabido que os cães devem-se aproximar e em seguida cheirar os rabos de cada um deles de forma a passarem uma informacao de quem são e ao que veem. Assim sendo este comportamento nao é mais do que isso mesmo. A realizacao de um movimento curvo de forma a se aproximar da traseira do outro cão.

Este é um comportamento bastante importante como forma de evitar conflitos e deve ser sempre permitido mesmo quando o cão vai em trela. Este sinal de apaziguamento permite encontros menos ansiosos e consequentemente com menor risco de que exista uma agressividade envolvida.

Sorrindo:

Este sinal reflecte um certo desconforto sentido pelo cão e ao fazer este sinal o cão permite expelir um maior volume de ar pela boca e assim permitindo que este se relache progressivamente.

Relativamente a este sinal de apaziguamento até existem expressões que o fazem referencia. Talves ja tenham escutado a expressão de "O sorriso de um dalmata", uma vez que este é um sinal bastante frequente em caes desta raça.

Este sinal reflecte um certo desconforto sentido pelo cão e ao fazer este sinal o cão permite expelir um maior volume de ar pela boca e assim permitindo que este se relache progressivamente.

No entanto, o sorriso é apenas o contrair dos cantos das boca para tras de forma a mostar a dentição um pouco mais do que o normal.



Compreender estes sinais bem como o respeito por aquilo que eles representam é fundamental para podermos ter uma relacao mais saudavel com o nosso cao. Assim, sempre que o nosso cao apresentar este tipo de sinais nunca o devemos forcar nem reprimir estes comportamentos.